#competição #comunidade #surf 
Miyazaki - Japão por Redação Surfguru

Brasil segue a frente no Japão

O trio brasileiro Filipe Toledo, Ítalo Ferreira e Gabriel Medina mais uma vez avançou e está na fase três principal do ISA World Surfing Games, os Jogos Mundiais de Surf na praia de Kisakihama, Miyazaki, Japão.

Toledo abriu a participação brasileira mandando o sul africano Jordy Smith à repescagem, mas deixando escapar o primeiro lugar frente ao surpreendente canadense Peter Davries, de quem o brasileiro líder da elite mundial teria tomado a ponta com onda 7,24.

Destaques do dia

De lá, do Canadá

O Surf Canadá Trials, realizado em maio na praia Wickaninnish, em Vancouver, Canadá, colocou os principais surfistas canadenses se confrontando em condições semelhantes às que os competidores de cinco continentes podem enfrentar no Japão no próximo ano na ilha de Chiba, palco do surf olímpico em 2020.

Transmissão webcast do 6º dia

Mas não só a estréia olímpica é desafio, há outros antes para os canadenses, como nesta edição do ISA Jogos Mundiais de Surf na praia de Kisakihama, Miyazaki, Japão, e na edição de 2020, ocasião na qual surfistas de mais de 50 países deverão estar em sua maioria disputando a última oportunidade de competir na estreia do surfe nas Olimpíadas.

Experiência

Peter Davries, 36, nove vezes campeão canadense de surf e que hoje venceu Toledo, almeja ser um deles, e com chances reais, o que ficou evidente no seu duelo particular com o brasileiro líder do circuito mundial, no rumo deles à fase três dos Jogos Mundiais na noite desta quarta-feira (manhã de quinta em Miyazaki).

Filipe Toledo, liderando o circuito vem provisoriamente garantindo a primeira de 10 vagas olímpicas pelo tour, foi surpreendido pelo competitivo eneacampeão canadense Peter Devries, que venceu o confronto de abertura da fase dois com Filipe avançando com um score aproximado (14,83 a 14,60), com ambos mandando o sul africano Jordy Smith (3°) e o equatoriano Alex Suarez (4°) à repescagem.

Melhor média

Quem pouco depois tratou de evitar surpresa foi o atual sexto do ranking Italo Ferreira, autor na primeira onda de 8,5 pontos e que somou 7,67 para totalizar 16.17, segunda melhor média do dia, superada ao longo do dia apenas por Kolohe Andino (EUA).

Italo conseguiu superar o surpreendente filipino Edson Alcala Júnior, classificado em segundo com média total 12,5, enquanto Oney Anwar, indonésio, somou pouco acima de 10 pontos e o sueco Marlon Berger pouco abaixo, indo os dois para a repescagem.

Medina para fechar

Gabriel Medina competiu finalizando a fase dois e garantiu a participação brasileira se manter toda sem encarar a repescagem que o sul africano Michael February vai enfrentar depois da virada do equatoriano Israel Barona no minuto final com nota 5 pontos, que lhe deixou a apenas quatro décimos de igualar os 10,9 alcançados pelo brasileiro bicampeão mundial quando as ondas já não ofereciam as boas condições do início da manhã, e junto com February caiu para a repescagem e já avançou nela também o caribenho Bruce Mackie, de Barbados.

Mata-mata

Alguns tops da elite mundial competiram na repescagem, e um dos locutores até festejou que "assim teremos oportunidade de os ver competindo mais vezes", oportunidade que nenhum atleta quer ter frente ao risco de ser eliminado definitivamente, como aconteceu com os australianos Owen Wright e Julian Wilson, vice campeão mundial batido pelo argentino Santiago Muniz e por Jordy Smith, da também forte África do Sul, toda já na repescagem em que seu terceiro nome é Berick de Vries, dono de 15,94 pontos hoje, só superados pelos 16,37 do americano Andino e pelos 16,17 pontos da volta menos atribulada do brasileiro Ítalo às ondas de Kisakihama, a casa dos Jogos Mundiais de Surf até domingo.

Kelly Slater, dos EUA, continuou a mostrar que está em forma nas primeiras rodadas e ficou em primeiro lugar em sua bateria da Rodada 2, com um total de 13,5 pts para avançar para a Rodada 3. 

Outros nomes notáveis ​​que se encontraram na Repescagem de eliminação única incluem os franceses Jeremy Flores e Michel Bourez, Conner Coffin (EUA) e Ricardo Christie (NZL).

Bourez passou sua bateria da repescagem e falou sobre a representação mundial do Surf em exibição no evento. 

"É incrível ver quantos surfistas vieram aqui de todo o mundo", disse Bourez. “É bom ver países em que nunca pensei que haveria surfistas. Quanto às Olimpíadas, a França tem uma equipe forte, então espero poder lutar por essa vaga em Tóquio 2020 no próximo ano."

Além de Corzo e Muñiz, vários medalhistas de ouro dos Jogos Mundiais de Surf da ISA passaram pela Repescagem. O Noe Mar McGonagle da Costa Rica (ouro em 2015) foi eliminado e Leandro Usuna da Argentina (ouro de 2014 e 2016) conseguiu avançar, procurando seguir o longo caminho para uma medalha de ouro.

O Team Iran, que estreou nos Jogos Mundiais de Surf da ISA na edição de 2018 em Tahara, Japão, retornou com dois concorrentes em 2019.

Ambos os surfistas do Irã, Bijan Bahrololoumi e Farbod Motlaghfar, caíram nas Rodadas de Repescagem da manhã, eliminando o país da competição. Apesar da rápida saída do evento, Bahrololoumi falou sobre como ele vê essa experiência de forma positiva.

"Foi uma semana fenomenal", disse Bahrololoumi. “Foi um aprendizado incrível com os melhores surfistas do mundo. Minha participação aqui é uma etapa. Estou preparando o cenário para passar o bastão para a próxima geração. Os iranianos têm algo para mirar agora que sabem o caminho.”

O presidente da ISA, Fernando Aguerre, disse: 

“A beleza dos Jogos Mundiais de Surf é que você recebe todos - os desconhecidos e os muito conhecidos. Quando você junta tudo isso, passa por momentos realmente especiais e intensos. Hoje vimos alguns dos melhores do mundo não conseguirem sobreviver e alguns dos países não tradicionais do surfe vencendo manobras e apresentando grandes performances. São todos os países do surf todos juntos e é isso que torna esse evento tão incrível.” 

O cronograma provisório para o restante da competição é o seguinte: 

13-14 de setembro 

  • Open Men 

15 de setembro 

  • Final Open Men
  • Cerimônia de encerramento

Os Jogos ISA World Surfing 2019 apresentados pela Vans são transmitidos de 7 a 15 de setembro no site www.isasurf.org .

Dentro do país do Japão, a transmissão está disponível exclusivamente na TV Abema.

Fontes: ISA e Chico Padilha

Comentários

Galerias | Mais Galerias