#competição #surf 
Aquiraz - Ceará - Brasil por George Noronha

Israel Júnior vence e assume liderança do Cearense Profissional

Em um Domingo de Páscoa com direito a chuva, disputas eletrizantes e muita vibe positiva encerrou-se o MARESIA Surf Sound, segunda etapa do Circuito Cearense de Surf 2019.

Com um verdadeiro show de surf, o evento, que rolou na Praia do Porto das Dunas, município de Aquiraz, reuniu a nata do surf cearense e nordestino para a continuação da grande festa de comemoração dos 30 anos de Circuito Cearense de Surf.

E mesmo com o apoio da torcida e a maioria numérica cearense na grande final da principal categoria da competição, o troféu de campeão da Profissional foi para o Rio Grande do Norte, nas mãos de Israel Júnior, que de quebra ainda assumiu a liderança do Circuito.

A caminhada pelo título começou ainda nas semifinais quando as esperanças de um título cearense estavam bem vivas pelo fato de sete dos oito semifinalistas defenderem a bandeira local. Na primeira semi, Charlie Brown, atual Campeão Cearense, cravou a melhor média da competição somando nada menos que um 9,50 e um 8,25 para avançar em primeiro para a grande final trazendo consigo Rafael Venuto na segunda colocação. Na segunda semi eram três cearenses e um potiguar determinado a fazer sua segunda final consecutiva no certame alencarino de 2019. E não deu outra. Com um arsenal de aéreos letais, Israel Júnior, local da Praia de Baía Formosa-RN, não deu chances para os adversários e venceu mais uma carimbando o passaporte para a grande Final da Categoria Profissional, bateria mais importante da competição. Avançando junto com ele Messias Félix seria o terceiro cearense que faria tudo para que a festa fosse em casa.

A grande final foi digna de um circuito que comemora 30 anos, isto é, recheada de emoções. Na quarta colocação ficou Charlie Bronw, que mesmo surfando muito não conseguiu repetir a performance da semifinal. Na terceira colocação ficou o local do Titanzinho, Rafael Venuto, mostrando toda versatilidade do surfista cearense, que com o resultado melhorou muito sua classificação no ranking.

Contudo, o maior duelo foi travado pelo cearense bicampeão brasileiro, Messias Félix, e o potiguar Israel Júnior. Repleto de viradas emocionantes, o duelo mais eletrizante da competição foi travado em uma disputa franca entre dois competidores que estavam decididos a ficar com o troféu de campeão.

Faltando poucos minutos para o término da bateria o script parecia favorável ao Ceará com Messias Félix liderando, até que o potiguar arrancou uma virada incrível, não deixando mais tempo para que Messias pudesse esboçar qualquer tipo de reação, para assim conquistar o lugar mais alto do pódio, um enredo com um quê de ironia, já que na primeira etapa, em uma final com três potiguares, deu Ceará, exatamente o inverso do que aconteceu na segunda etapa.

“Estou muito feliz com essa vitória. Todos sabem como é difícil vencer aqui no Ceará porque o nível dos atletas é muito alto. Mas, é pra isso que venho me dedicando aos treinos, buscando deixar as manobras aéreas “no pé” para conseguir alcançar meus objetivos, que são as vitórias nas competições”, declarou Israel.

Na principal categoria entre os amadores o grande campeão foi o talentoso surfista local da Praia do Icaraí, Lucas Bezerra, que com a vitória assumiu a liderança do circuito. Em segundo ficou Felix Júnior, com Lailson Ferreira e Thiago Eduardo completando o pódio na terceira e quarta colocações, respectivamente.

Na Open Feminino o destaque ficou por conta da vitória de, Vitória Carneiro, com Ariane Gomes na segunda colocação, Iris Sousa em terceiro e Mayra Oliveira em quarto lugar.

Na Sub 18 o destaque ficou por conta da excelente atuação do local de Paracuru, Thiago Eduardo, que apresentou um surf sólido para vencer uma das categorias mais disputadas do circuito. Em segundo ficou o paraibano Kauã Hanson, com Wagner Prata-CE em terceiro e DerickVitor-RN completando o pódio na quarta colocação.

Na Sub 18 Feminino quem subiu ao lugar mais alto do pódio foi Ariane Gomes, com Ster Cavalcante, Alice Gomes e Andreia Reis na segunda, terceira e quarta colocações, respectivamente.

Na Sub 16 o grande campeão foi o jovem local da Barra do Ceará, Ytalo Oliveira, com Kauã Hanson-PB em segundo, Adauto Sena-RN em terceiro e Kauê Ferreira em quarto. Ytalo ainda faturou também a Sub 14, com Adalto Sena-RN terminando em segundo, Mateus Bezerra em terceiro e Guilherme Lemos na quarta colocação. E falando em Guilherme Lemos, em sua categoria original, o prodígio mostrou porque continua sendo uma das maiores promessas do surf cearense dando um verdadeiro show cravando o único 10 da competição, ainda na 1ª Fase da, para não dar chances a seus adversários e faturar o troféu de campeão da categoria. Em segundo ficou Rômulo Brandão, em terceiro, Ricardinho-RN e em quarto, Phelipe Silva.

Na Sub 8 o troféu de campeão foi para a Paraíba nas mãos do pequeno Arthur Villar, com Phelipe Silva em segundo, Matheus Jhones-RN em terceiro e Carlos Zion em quarto.

Entre os veteranos, nomes conhecidos do cenário do surf cearense também mostraram que continuam em grande forma, como o vencedor da Kahuna, Carlos Santana, que mostrou ainda ter muito surf no pé na categoria destinada a atletas acima de 45 anos. Na segunda colocação ficou Rodrigo Milério, com André Barreira em terceiro e Aladin em quarto.

Entre os Masters o principal duelo foi travado por outros dois grandes nomes do surf alencarino. Melhor para o local da Prainha, Urso Ferreira, com Dunga Neto ficando com a segunda colocação. Alexandre Gonçalves, local da Ponte Metálica terminou em terceiro e Everson Lima ficou com a quarta colocação.

Na Sênior o grande campeão foi Phelipe Maia, com Juvemar Silva em segundo, Adriano Santos em terceiro e Jeová Rodrigues na quarta colocação.

Na mais nova categoria do Circuito Cearense, a Surf Adaptado, dedicada a pessoas com deficiência, o grande campeão foi Rafael Silva, com Cristiano em segundo e Boneco em terceiro.

Na Sup Wave Masculino mais um grande duelo foi travado na bateria final, com Ygon Maia superando Emílio Tavares para ficar com o título da etapa. Em terceiro ficou o local do Iguape, Kilreges e na quarta colocação ficou Paulo Vasco. Entre as meninas a grande campeão da Sup Wave foi Carol Barcelos, com Vanessa Lima em segundo.

Segundo o Presidente da Federação de Surf do Estado do Ceará, Amélio Júnior, a vitória de um potiguar na categoria Profissional evidencia a interação entre os estados promovida pelo esporte:

“Os potiguares sempre foram e sempre serão bem-vindos ao Circuito Cearense. Historicamente, nesses trinta anos de existência, muitos tiveram importantes passagens por nosso circuito. Marcelo Nunes, Jadson André e mais recentemente, o atual astro da WSL, Italo Ferreira, são apenas alguns exemplos que comprovam que todos ganham com esse tipo de disputa, pois, um acaba puxando o nível do outro para cima. A vitória de um irmão potiguar na principal categoria do evento não diminui o brilho de nossa Festa de 30 anos. Pelo contrário, aumenta a emoção de um circuito histórico porque sempre estaremos de portas abertas para todos que quiserem fazer parte dessa família que se chama Circuito Cearense de Surf”, declarou o dirigente.

Atletas e simpatizantes ainda tiveram outro motivo para prestigiar o MARESIA Surf Sound, a homenagem à atleta Luzimara Souza, Campeã Cearense Feminino Open 2018, que recentemente perdeu a vida ao ser atingida por um raio durante uma sessão de treinos.

O Circuito Cearense de Surf 2019 contará com quatro etapas e as próximas duas serão anunciadas em breve.

Sobre o Circuito Cearense de Surf

Há 30 anos, mais precisamente em 1989, nascia o Circuito Cearense de Surf, certame que ao longo de três décadas revelou talentos e serviu de base para grandes eventos que trouxeram para o Ceará alguns dos maiores astros do surf brasileiro e mundial. Muitos atletas, hoje Top WCT, tiveram importante passagem pelo circuito cearense como Michael Rodrigues (local da Praia do Futuro) e Silvana Lima (local da Praia do Ronco do Mar, em Paracuru), competidores vorazes, forjados na base do Circuito Cearense, que conquistaram praticamente todos os títulos das categorias amadoras e na Profissional e hoje são astros do Circuito Mundial de Surf da World Surf League.

Outros, como os potiguares Jadson André e Italo Ferreira, também tiveram no Circuito Cearense um importante degrau na conquista do sucesso profissional. Gabriel Medina, Filipe Toledo e Adriano de Souza Mineirinho também já visitaram o Ceará em eventos nacionais criados a partir da credibilidade construída ao longo dos anos pelo Cearense de Surf, tido como um dos mais competitivos do Brasil.

E foi essa reconhecida competitividade que possibilitou o surgimento de grandes nomes do surf como Fábio Silva (Campeão Mundial ISA), Tita Tavares (Campeã Mundial WQS), Pablo Paulino (Bicampeão Mundial Pro Junior), dentre muitos outros grandes nomes que contribuíram para colocar o Ceará em um dos lugares de maior destaque no cenário esportivo nacional.

Segundo o Presidente da Federação de Surf do Estado do Ceará, Amélio Júnior, o Circuito Cearense de Surf é o mais antigo certame estadual da modalidade, em todo o território nacional, e que nunca foi interrompido, sendo esta a 31ª edição da competição.  

 Maiores Informações.

Top 16 Promoções (85 999868538)

Fed. de Surf do Estado do Ceará (85 988538538)

amelio.junior@uol.com.br

www.maresia.com.br

O MARESIA Surf Sound contou com o patrocínio de MARESIA e Governo do Estado do Ceará. Apoio: Prefeitura de Aquiraz, D’Cofibras, WK Quilhas e ABRASP. Realização: 7 Tons Eventos, Top 16 e Federação de Surf do Estado do Ceará.

Por George Noronha

           RESULTADOS

Profissional

1º Israel Júnior-RN

2º Messias Félix-CE

3º Rafael Venutto-CE

4º Charlie Brown - CE

Open Masculino

1º Lucas Bezerra-CE

2º Félix Júnior-CE

3º Lailson Ferreira-CE

4º Thiago Eduardo-CE 

Open Feminino

1ª Vitória Carneiro-CE

2ª Ariane Gomes-CE

3ª Iris Sousa-CE

4ª Mayra Oliveira-CE

Sub 18

1º Thiago Eduardo-CE

2º Kauã Hanson-RN

3º Wagner Prata-CE

4º Derick Vitor-CE

Sub 18 Feminino

1ª Ariane Gomes-CE

2ª Ster Gomes-CE

3ª Alice Gomes-CE

4ª Andreia Reis-CE

Sub 16

1º Ytalo Oliveira

2º Kauã Hanson-PB

3º Adalto Sena-RN

4º Kauê Ferreira-CE

Sub 12

1º Guilherme Lemos-CE

2º Rômulo Brandão-CE

3º Ricardinho-RN

4º Phelipe Silva

Sub 8

1º Arthur Villar-PB

2º Phelipe Silva-CE

3º Matheus Jhones-RN

4º Carlos Zion-CE

Kahuna

1º Carlos Santana-CE

2º Rodrigo Milério-CE

3º André Barreira-CE

4º Aladin-CE

Master

1º Urso Ferreira-CE

2º Dunga Neto-CE

3º Alexandre Gonçalves-CE

4º Everson Lima-CE

Senior

1º Phelipe Maia-CE

2º Juvemar Silva-CE

3º Adriano Santos-CE

4º Jeová Rodrigues-CE

Sup Wave Masculino

1º Ygon Maia-CE

2º Emílio Tavares-CE

3º Kilreges-CE

4º Paulo Vasco-CE

Sup Wave Feminino

1ª Carol Barcellos-CE

2ª Vanessa Lima-CE

Comentários

Galerias | Mais Galerias