#competição 
Brasil por João Carvalho / WSL

Perna sul-americana da WSL South America

A série de etapas do WSL Qualifying Series e do Pro Junior começa em dose dupla neste fim de semana e vai terminar também com dois eventos sendo encerrados no domingo 4 de novembro

A WSL South America inicia neste fim de semana uma série de sete etapas até o dia 4 de novembro em três países da América do Sul. Serão cinco semanas de eventos decisivos na disputa dos títulos sul-americanos da temporada e por pontos no ranking mundial nesta reta final do WSL Qualifying Series. A “perna sul-americana” já começa em dose dupla neste fim de semana. O Neutrox Weekend promove no Rio de Janeiro seu segundo QS 1000 feminino do ano e no Peru será conhecido o primeiro campeão sul-americano de 2018 no O´Neill Pro Junior apresentado pela Petroperu e Imaco em Lobitos. As meninas também competem no Peru, mas terão outra etapa no Brasil na semana seguinte.

O São Chico ECO Festival na Prainha de São Francisco do Sul, será outro evento só para mulheres, o primeiro organizado pela embaixadora do surfe feminino na WSL South America, Marina Werneck. A estreia será com uma etapa do QS 1500 valendo pontos para os rankings mundial e sul-americano, combinada com uma do Pro Junior. Em Santa Catarina será definida a campeã de 2018 da categoria para surfistas com até 18 anos de idade e as duas primeiras no ranking das duas etapas, vão representar a América do Sul no Mundial Pro Junior da World Surf League, na primeira semana de dezembro na Ilha Taiwan.

Depois do São Chico ECO Festival no primeiro fim de semana de outubro, a “perna sul-americana” prossegue com mais quatro etapas do WSL Qualifying Series valendo pontos também para o ranking regional da WSL South America. Serão dois seguidos para homens e mulheres competirem nas mesmas ondas, começando pelo Reef Pro Qualifying Series Peñascal San Bartolo no Peru de 11 a 14 de outubro com um QS 1500 masculino e um QS 1000 feminino. O outro é no Brasil, o Itacaré Surf Music nos dias 18 a 21 de outubro na Bahia, com uma prova do QS 1000 para as duas categorias na Praia da Tiririca.

A “perna sul-americana” de fim de ano da WSL South America começa em dose dupla e também vai terminar com dois eventos acontecendo no mesmo fim de semana em dois países diferentes. Primeiro foi no Brasil e Peru, agora no Brasil e Chile, ambos sendo encerrados no primeiro domingo de novembro. Da Bahia, os homens seguem para São Paulo, para disputar o QS 3000 Red Nose São Sebastião Pro, que começa no dia 31 de outubro na Praia de Maresias e define o campeão sul-americano de 2018. Já a última etapa das meninas será no Chile, com o QS 1500 Maui and Sons Pichilemu Pro também terminando no dia 4 de novembro.

Acompanhem as transmissões ao vivo das etapas pelo www.worldsurfleague.com e os links também podem ser acessados clicando nos banners dos eventos na capa do www.wslsouthamerica.com

PERNA SUL-AMERICANA DE FIM DE ANO DA WSL SOUTH AMERICA:

Set 28-30 no Brasil: Neutrox Weekend no Rio de Janeiro – QS 1000 feminino

Set 29-30 no Peru: O´Neill Pro Junior em Lobitos – Pro Junior masculino e feminino

Out 05-07 no Brasil: São Chico ECO Festival em Santa Catarina – QS 1500 e Pro Junior feminino

Out 11-14 no Peru: Reef Pro Peñascal San Bartolo – QS 1500 masculino e QS 1000 feminino

Out 18-21 no Brasil: Itacaré Surf Music na Bahia – QS 1000 masculino e feminino

Out 31-04 no Brasil: Red Nose São Sebastião Pro Maresias em São Paulo – QS 3000 masculino

Nov 01-04 no Chile: Maui and Sons Pichilemu Pro – QS 1500 feminino

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE - A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Kai Lenny, Taylor Jensesn, Honolua Blomfield, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

-----------------------------------------------------------

João Carvalho – WSL South America Media Manager

(48) 999-882-986 – jcarvalho@worldsurfleague.com

Comentários

Galerias | Mais Galerias