#competição 
São Paulo - Brasil por Fábio Maradei

Diego Aguiar quer nova conquista no Hang loose Surf Attack

Agora, competindo “em casa”, Diego Aguiar quer nova conquista na 3ª etapa do Nossolar apresenta Hang Loose Surf Attack em Ubatuba;

Na etapa passada, ele foi o protagonista do momento mais emocionante, com uma virada espetacular nos segundos finais, ao dar um aéreo. Agora, competindo “em casa”, Diego Aguiar quer nova conquista na 3ª etapa do Nossolar apresenta Hang Loose Surf Attack e seguir com seu plano de garantir mais um título paulista. A competição está confirmada para sexta-feira, sábado e domingo (25 a 27), na Praia Grande, em Ubatuba. Justamente o local de treino de Diego.

Campeão paulista petit (sub10), em 2013, e estreante (sub12), em 2015, o surfista de 14 anos é o atual vice-líder do ranking da categoria iniciante (sub14), atrás apenas do cearense Cauã Costa, por uma diferença muito pequena – 1.729 a 1.656 pontos. “Estou bem focado e feliz que a etapa será em casa. Surfo lá todos os dias”, comenta.

De acordo com o seu pai, o plano traçado é de conquistar o título deste ano em nova faixa etária e fechar o ciclo com a conquista da mirim (sub16). “Depois, a ideia é que ele se torne profissional, iniciando a sua trajetória no Mundial QS”, diz otimista Marcelo Aguiar.

Didi, como é conhecido entre os amigos e familiares, confirma o foco para o futuro. “O objeivo é esse, se Deus quiser, chegar ao meu terceiro título paulista. A vitória em Maresias foi um grande incentivo”, afirma o atleta, que em Maresias, superou o talento local e, coincidentemente, seu principal rival na busca pelo título, Caio Costa, campeão estreante em 2016.

O surfista de São Sebastião aparece logo atrás na classificação, com 1.629 pontos. “Vai ser uma disputa boa, com certeza”, fala Didi, lembrando da vitória. “Fui meio desacreditado, era o final na bateria já, mas vi a rampa e dei o aéreo. Não tinha noção de como tinha sido, mas falaram que foi irado e deu certo. Venci”, conta.

Além da família, que é totalmente voltada ao surf (seu pai e irmãos, Pedro e Artur também são surfistas), Didi conta hoje com o importante apoio de Ricardo e Filipe Toledo. O bicampeão brasileiro profissional e seu filho, top do WCT, atuam como ‘padrinhos’ do jovem talento, que inclusive já ficou na casa dos Toledos, na Califórnia, e também os acompanhou no último inverno havaiano.

“Fiquei um mês e meio o Havaí com eles. Isso ajuda bastante e estar com ótimas companhias como o Filipe e o Ricardinho foi uma experiência e tanto. Estava ao lado de meus ídolos”, ressalta Diego, que ainda tem chances de fazer bonito nas finais adiadas da etapa anterior, competindo na categoria mirim. “Vou competir e tentar chegar junto”, adianta, ainda mais animado depois de uma atuação de gala no Ubatuba Pro Surf, ao vencer nada menos que três categorias – iniciante, mirim e júnior.

A 3ª etapa começa na sexta-feira e segue até domingo. Antes, na quinta-feira, serão realizadas as fases finais da 2ª etapa nas categorias mirim e júnior. As disputas serão transmitidas ao vivo pela internet, no link hangloose.com.br/surfattack2017. Fora do mar, os atletas terão vários atrativos nas tendas da Hang Loose, como pebolim, ping pong, gincanas e a pintura de pranchas com o artista com Jefferson Guedes.

O Nossolar Construtora apresenta Hang Loose Surf Attack 2017 tem a organização da Federação Paulista de Surf, com patrocínios de Overboard Action Sports Store, Surftrip, Super Tubes e Hot Water. Copatrocínios de Rhyno Foam, CT Wax. Apoios:  Governo do Estado de São Paulo, prefeituras de Santos, Guarujá, São Sebastião e Ubatuba, Associação Santos de Surf, Associação de Surf de Guarujá, Associação de Surf de São Sebastião e Associação Ubatuba de Surf.

Fonte:http://www.fmanoticias.com.br/

Comentários

Galerias | Mais Galerias