#competição #surf 
Guarujá - São Paulo - Brasil por FMA Noticias

Edgard Groggia é o mais radical no Rip Curl Guarujá Open de Surf 2017

ETAPA NA PRAIA DO GUAIÚBA TEM FINAIS NESTE DOMINGO, COM DISPUTAS A PARTIR DAS 7H

Edgard Groggia foi o destaque deste sábado (12) na abertura do Rip Curl Guarujá Open de Surf 2017, na Praia do Guaiúba. Com um aéreo bem alto, o surfista de 20 anos venceu a Re/Max Session, uma das novidades do Circuito este ano. A disputa sem regras reuniu especialistas no assunto, como Rodrigo Generik, Icaro Rodrigues e Gustavo Nastasi.

Como prêmio, faturou R$ 500,00, oferecido pela Imobiliária Re/Max Beach Home. “Estou muito feliz em ter competido contra caras que são muito bons em aéreos, que praticamente se dedicam a isso. Além do mais, teve prêmio em dinheiro”, vibrou Edgard, que foi “formado” nesse campeonato. “Desde muito pequeno. Nem lembro quantas vezes ganhei na base. É um Circuito muito forte, que sempre revela muita gente”, falou.

Edgard também competiu na pro-am, mas perdeu numa bateria acirrada no round 2, por menos de um ponto. “Foi bem disputada, o Nathan (Brandi) achou até um tubo e o Théo Fresia virou na última onda. Mas deu para recompensar agora com essa vitória, contra várias feras”, disse.

O segundo dia de disputas da etapa inicial do Rip Curl Guarujá Open teve como um dos nomes fortes novamente Giovani Pontes, com a melhor nota do dia, nove pontos, atuando na categoria júnior, onde teve a maior somatória – 16,60 pontos de 20 possíveis.

Quem também fez bonito foi Juliana Meneghel, que voltou a competir e garantiu a melhor nota da categoria, 8,17, somando 14,50 pontos. Nos pranchões, a melhor performance foi de Amaro Matos. Já no SUP Wave, Leco Salazar, campeão mundial da modalidade, teve a melhor somatória, com 15,50 pontos.

Entre os masters, Jojó de Olivença teve grande atuação. Bicampeão brasileiro profissional e ex-integrante do WCT, ele compete no circuito municipal para prestigiar o trabalho desenvolvido. Além do mais, reforça que o surf está na veia. “É o que me move, é o meu elixir. Me deixa jovem”, resumiu. Na outra extremidade, a petit (sub10), o principal nome foi Ryan Araújo, mostrando ter muito futuro.

A competição recomeça neste domingo, às 7 horas, para aproveitar a maré. As atenções ficam para a pro-am, um das novidades, com R$ 3 mil de premiação, sendo R$ 1 mil ao vencedor da etapa. No total, serão dez finais.

O Rip Curl Guarujá Open de Surf 2017 é apresentado pela ASG. Patrocínio: Sucos Do Bem. Apoios: Prefeitura Municipal de Guarujá, através da Secretaria de Esportes e Lazer, Leads, Faup Comunicação Visual, Ocean Travel, Millenium, Rip Wave, CFour Shaper Supply, Fu Wax, CT de Surf Lugar ao Sol, Colégio Don Domênico, Cross Fit Guarujá. Supervisão: Federação Paulista de Surf. Divulgação FMA Notícias e Revista Hardcore.

Comentários

Galerias | Mais Galerias