#competição #surf 
Ilhas Fiji por João Carvalho / WSL

Italo e Ian tentam vagas nas quartas de final em Fiji

Os brasileiros perderam na quarta-feira de ondas irregulares de 3-5 pés em Cloudbreak, mas terão uma segunda chance de classificação para as quartas de final do Outerknown Fiji Pro

Os brasileiros perderam na quarta-feira de ondas irregulares de 3-5 pés em Cloudbreak, mas terão uma segunda chance de classificação para as quartas de final do Outerknown Fiji Pro. O potiguar Italo Ferreira disputa a primeira repescagem com o australiano Julian Wilson e o pernambucano Ian Gouveia entra na segunda com o italiano Leonardo Fioravanti. Essa quinta fase ainda teve uma chamada para as 14h30, mas as previsões indicam melhores ondas para os próximos dias, então ficou para as 7h00 da quinta-feira em Fiji, 16h00 da quarta-feira no fuso horário de Brasília.

Matt Wilkinson (Foto: kelly Cestari – WSL)

O prazo do quinto desafio do World Surf League Championship Tour termina na sexta-feira em Fiji e o objetivo é realizar as fases decisivas nas melhores condições possíveis. O australiano Matt Wilkinson é o único que ainda pode tirar a lycra amarela do Jeep WSL Leader do havaiano John John Florence nesta etapa, mas só se vencer o Outerknown Fiji Pro ele pula do quinto para o primeiro lugar no ranking. Caso seja vice-campeão como na final do ano passado contra Gabriel Medina, Wilko permanecerá em quinto, podendo até ser ultrapassado por Joel Parkinson, que com a vitória em Fiji empataria na vice-liderança com Adriano de Souza, Jordy Smith e Owen Wright, apenas 350 pontos de John John Florence.

Matt Wilkinson já deu um passo na quarta-feira, vencendo a primeira vaga para as quartas de final. Ele atacou uma onda em Cloudbreak que valeu nota 8,67 e foi decisiva para superar o também australiano Julian Wilson por 14,27 a 13,93 pontos. O estreante em Fiji, Ian Gouveia, que barrou um dos vice-líderes do ranking, Owen Wright, nos tubos da segunda-feira da semana passada, dessa vez não achou boas ondas e ficou em terceiro lugar com 10,40 pontos. Ele terá outra chance de passar para as quartas de final pela primeira vez, contra o italiano Leonardo Fioravanti no segundo duelo da quinta fase.

O primeiro será entre Julian Wilson e o outro brasileiro que continua na disputa do título do Outerknown Fiji Pro, Italo Ferreira. O potiguar também não conseguiu pegar as melhores ondas que entraram na bateria e ficou em último lugar. Ao contrário, o taitiano Michel Bourez fez os recordes do dia, somando uma nota 9,00 no placar de 15,73 pontos. O italiano Leonardo Fioravanti começou bem a bateria e terminou em segundo lugar com 10,77 e o brasileiro em terceiro com apenas 8,50 nas duas notas computadas.

Ian Gouveia (Foto: Kelly Cestari – WSL)

Na terceira bateria ainda entraram algumas ondas boas em Cloudbreak. O australiano Connor O´Leary largou na frente com nota 7,33 e depois conseguiu 6,33 para totalizar 13,66 pontos. O francês Joan Duru, destaque da terça-feira, repetiu o bom desempenho numa boa onda que valeu nota 8,00, ficando muito perto da vitória com 13,50 pontos. E o favorito Joel Parkinson só surfou duas ondas fracas que somaram 10,83.

As condições do mar se deterioraram rapidamente com a mudança da maré e faltou onda no confronto que fechou a primeira rodada classificatória para as quartas de final. O veterano Bede Durbidge teve sorte de pegar uma no início que rendeu nota 6,5. Depois, ficaram bem ruins, sem formação e com grandes intervalos entre as séries. Stuart Kennedy, que barrou Adriano de Souza na terceira fase, só foi em duas ondas fracas. Já o havaiano Sebastian Zietz, pegou apenas uma durante toda a bateria. A vitória foi por 11,10 pontos, contra 5,54 de Stu Kennedy e 4,67 do Zietz.

QUARTAS DE FINAL – A quinta fase chegou a ficar em “stand by” na quarta-feira, até as 14h30, mas as ondas não melhoraram e a batalha pelas últimas vagas para as quartas de final ficou mesmo para a quinta-feira. A primeira chamada do dia será as 7h00 em Fiji, 16h00 da quarta-feira no fuso horário de Brasília. Italo Ferreira disputa a primeira bateria com Julian Wilson e o vencedor será o adversário de Matt Wilkinson na primeira quarta de final. Ian Gouveia entra na segunda com Leonardo Fioravanti e o melhor enfrentará ao taitiano Michel Bourez.

Italo Ferreira (Foto: Kelly Cestari – WSL)

O Outerknown Fiji Pro está sendo transmitido pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo da WSL e no Facebook Live através da página da World Surf League no Facebook, passando ao vivo também pela ESPN+ e globoesporte.com no Brasil, CBS Sports Network nos Estados Unidos, Fox Sports na Austrália, SKY NZ na Nova Zelândia, SFR Sports na França e em Portugal e EDGE Sports Network na China, Japão, Malásia e outros territórios asiáticos.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL), antes denominada Association of Surfing Professionals (ASP), tem como objetivo celebrar o melhor surf do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, promovendo os eventos que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL já possui uma enorme legião de fãs apaixonados em todo o planeta que acompanha as performances dos melhores surfistas do mundo, como Gabriel Medina, John John Florence, Adriano de Souza, Kelly Slater, Stephanie Gilmore, Greg Long, Makua Rothman, Carissa Moore, entre outros, competindo no mais imprevisível e dinâmico campo de jogo entre todos os esportes no mundo, que é o mar.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com

———————————————————–

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

———————————————————–

QUARTAS DE FNAL DO OUTERKNOWN FIJI PRO:

1.a: Matt Wilkinson (AUS) x vencedor da 1.a bateria da Quinta Fase

2.a: Michel Bourez (TAH) x vencedor da 2.a bateria da Quinta Fase

3.a: Connor O´Leary (AUS) x vencedor da 3.a bateria da Quinta Fase

4.a: Bede Durbidge (AUS) x vencedor da 4.a bateria da Quinta Fase

QUINTA FASE – Vitória=Quartas de Final / Derrota=9.o lugar com 4.000 pontos e US$ 13.700:

1.a: Julian Wilson (AUS) x Italo Ferreira (BRA)

2.a: Ian Gouveia (BRA) x Leonardo Fioravanti (ITA)

3.a: Sebastian Zietz (HAV) x Joan Duru (FRA)

4.a: Joel Parkinson (AUS) x Stuart Kennedy (AUS)

QUARTA FASE – Vitória=Quartas de Final / 2.o e 3.o=Quinta Fase:

1.a: 1-Matt Wilkinson (AUS)=14.27, 2-Julian Wilson (AUS)=13.93, 3-Ian Gouveia (BRA)=10.40

2.a: 1-Michel Bourez (TAH)=15.73, 2-Leonardo Fioravanti (ITA)=10.77, 3-Italo Ferreira (BRA)=8.50

3.a: 1-Connor O´Leary (AUS)=13.66, 2-Joan Duru (FRA)=13.50, 3-Joel Parkinson (AUS)=10.83

4.a: 1-Bede Durbidge (AUS)=11.10, 2-Stuart Kennedy (AUS)=5.54, 3-Sebastian Zietz (HAV)=4.67

Fonte: http://www.wslsouthamerica.com/italo-e-ian-tentam-vagas-nas-quartas-de-final-em-fiji/

Comentários

Galerias | Mais Galerias