#competição #comunidade #educação #cultura #kitewave 
Luís Correia - Piauí - Brasil por Redação Surfguru

1ª Clínica e Campeonato de Kitewave no Piauí começa amanhã

A clínica e o campeonato acontecem nos dias 25 a 27 de novembro, na cidade de Luis Correia, na Praia do Coqueiro.

Previsão Surfguru para Luís Correia - PI

O final de novembro no litoral piauiense está reservado para o kite wave. No dia 25 do mês, a modalidade ganha espaço na Praia do Coqueiro, na cidade de Luis Correia, com a 1ª Clínica de KiteWave. O evento busca repassar os conhecimentos da modalidade para os iniciantes e intermediários. A clínica vai ser ministrada por Bruno Bordovsky, atual campeão brasileiro de Kite Wave.

Pela primeira vez no litoral piauiense, o atleta vai usar uma metodologia mais interativa para passar sua experiência dentro da modalidade. Ele é tricampeão brasileiro de Kite Wave, além de ser o atual campeão cearense. “Vai ser uma aula mais pratica, poucas coisas teóricas. Eu gosto muito de ver ação, de ver as pessoas dentro d’água. Observando o que elas estão fazendo, isso para quem quer aprimorar”, explicou Bruno.

Clínicas

A expectativa é de 15 participantes na clínica, e a inscrição está no valor 300 reais, além de uma camisa do evento. A organização é feita pela Kitewind, que é uma escola que oferta cursos para iniciantes em board sports como kitesurf, surf, Stand Up Paddle, além do longboard. Segundo o organizador do evento, Vinícius Felix, a intenção é de fomentar a modalidade no litoral do Piauí.

“A ideia foi pela quantidade de gente que está ingressando nesta modalidade. Está aumentando muito, a maioria dos nativos e pessoas de fora, os parnaibanos também. A gente tem um potencial muito grande com o vento e muitos surfistas. E o surfista pode estar treinando no kite quando não tiver muitas ondas. A gente está vendo uma variedade para os próprios praticantes locais. A intensão é expandir o kitewave”, contou.

Cenário

No estado, a modalidade ainda é bastante recente, visto que as duas modalidades mais praticadas são o kitesurf e o surf. Como o próprio esporte é constituído com elementos dos dois esportes, a pipa e a prancha de surf, a ideia é que os surfistas iniciem na modalidade quando estão buscando se aperfeiçoar em sua categoria. Para Vinicius Félix, a intenção é unir os dois esportes de pranchas.

“A ideia é linkar o surf com o kite. A maioria dos meus amigos do kite já eram surfistas e começaram para melhorar no surf. A gente tem um brasileiro que é o quarto no mundo, a campeã mundial é brasileira. E isso demonstra o crescimento. No Ceará, a modalidade é muito forte e cresce a cada ano. Tanto no kitewave, como no free style. O Piauí tem tudo para desenvolver”, acrescentou Vinícius.

Campeonato

Além da clínica, nos dias 26 e 27, a organização planeja um campeonato abarcando as categorias iniciante, amador e máster. A inscrição somente para o torneio custa 40 reais e quem se inscreveu para a clínica, ganha automaticamente inscrição para o campeonato. A expectativa é de que praticantes não só do Piauí, como também do Maranhão e do Ceará participem do evento, que também vai ter Bruno Bordovsky como jurado.

“Eu fui pesquisar sobre o esporte no Brasil e vi que um dos caras que estava com o curriculum muito bom era ele. E conversei com outras pessoas, não tive muito abertura e não demonstraram tanto interesse. E o cara demonstrou total apoio ao evento, escolha pelo curriculum também, já que é um nome dentro do país. Sempre tirando dúvidas, tudo que preciso, eu pergunto e ele responde”, contou Vinícius sobre a participação de Bruno.

Por Ananda Omati

 

Comentários

Galerias | Mais Galerias