#meio ambiente 
Brasil por Surfguru

Maré Meteorológica Encalha Barcos no Sul e Sudeste do Brasil

Uma maré extremamente baixa no litoral Sul e Sudeste do Brasil foi presenciada por pessoas que ficaram espantadas pelo fenômeno muito raro na região, que provocou encalhe de barcos e prejuízos financeiros.

Na segunda-feira (14 de agosto de 2017), barcos ficaram encalhados na maré extremamente baixa e totalmente imprevista em algumas cidades costeiras da região sul e sudeste do Brasil, causando muito transtorno aos marinheiros acostumados a ancorar barcos próximos ao litoral.

Em Itajaí estima-se um prejuízo próximo aos R$ 700 mil, em algumas praias de Santa Catarina o mar recuou cerca de 50 metros. O fenômeno foi observado até no litoral de São Paulo, aonde barcos ficaram encalhados na areia em praias como a de Caraguatatuba.

O que causou este fenômeno meteorológico foi a presença de um forte anticiclone na região da Patagônia (Sul da Argentina), este forte anticiclone causou fortes ventos de Oeste no Sul do país. O vento que sopra do continente para o mar, comumente chamado de terral, normalmente é de pouca intensidade, mas neste dia o vento foi tão intenso que empurrou as camadas superficiais do mar para o oceano, causando um fenômento chamado de Maré Meteorológica.


Ventania intensa na região sul do Brasil em 14 de agosto de 2017

Diferentemente das marés astronômicas (aquelas causadas pela atração do Sol e da Lua), que são as marés que nós conhecemos e que acontecem todos os dias, as marés meteorológicas são bastante imprevisíveis, e quando combinadas com aquelas primeiras, são capazes de provocar tanto grandes inundações, quanto o fenômeno presenciado pelos moradores das praias do sul do Brasil nesta segunda-feira.

Tão rapidamente quanto acontecem, elas se desfazem, sendo assim, o fenômeno se dissipou logo em seguida.

 

Comentários

Galerias | Mais Galerias