#tecnologia 
Brasil por Surfguru

Surfguru Gera Previsão de Ondas para Duas Semanas

O Surfguru roda o modelo de ondas Wavewatch para calcular a previsão de ondas em todo o mundo nos seus próprios computadores. Com esse avanço, poderemos agora ajustar a previsão para um cálculo mais preciso, além de conseguir mais dados.

O Wavewatch usado no Surfguru é a terceira versão desse poderoso modelo de ondas, ele foi desenvolvido nos laboratórios do NOAA/NCEP no espírito do modelo WAM. A primeira versão do modelo Wavewatch foi inicialmente desenvolvida na Universidade de Delft, na Holanda, e a segunda versão do Wavewatch foi desenvolvida pela NASA.

A terceira versão do Wavewatch, difere das suas antecessoras em pontos muitos importantes, como nas equações que governam as ondas, a estrutura do modelo, os métodos numéricos e as parametrizações físicas. Além disso, o modelo evoluiu de um simples modelo de ondas para se tornar uma estrutura de modelagem de ondas, o que permite o fácil desenvolvimento de abordagens físicas e numéricas adicionais para a modelagem de ondas.

A versão do Wavewatch utilizada pelo Surfguru é última versão (4.18), lançada em 19 de março de 2014.

As equações governantes do Wavewatch III incluem a refração e as forçantes dos campos de onda, devido às variações temporais e espaciais da profundidade média da água e as correntes médias (correntes de marés, meteorológicas, etc.).

O Wavewatch resolve a equação do balanço espectral aleatório da ação densidade de fase para espectros de número de ondas / direção. O pressuposto implícito dessa equação é que as propriedades do meio (a profundidade da água e as correntes), bem como o campo de ondas em si variam em escalas de tempo e espaço que são muito maiores do que as escalas de variação de uma única onda. A partir da versão 3.14 algumas opções de termos fonte para de águas extremamente rasas (zona de arrebentação) foram incluídas. Considerando que a física da zona de surf implementada até agora ainda é bastante rudimentar, ela implica que o modelo de ondas pode agora ser aplicado a águas mais rasas.

A resolução de grade atualmente utilizada na previsão Wavewatch Surfguru é de meio grau global, idêntica à previsão entregue pelo NOAA para as águas do mundo, e já anteriormente utilizada pelo Surfguru. A diferença é que antes o Surfguru simplesmente utlizava a saída (resultados da rodada) do modelo Wavewatch do NOAA, agora o Surfguru está utilizando uma máquina de 32 processadores da Intel para rodar o próprio modelo Wavewatch, com isso o Surfguru pode promover alguns ajustes, que poderão dar mais precisão no resultado do modelo, e o primeiro ajuste feito foi implementar uma grade de 1/4 de grau (15 minutos), para toda a costa brasileira até a Argentina, assim, com essa grade "aninhada" na grade global, a precisão da previsão para a costa brasileira é melhor do que a precisão do que o NOAA entrega atualmente.

Durante os próximos meses, mais ajustes serão implementados na rodada do modelo Wavewatch no Surfguru, tornando-o cada vez mais preciso. Este é um avanço sem precedentes que o Surfguru atingiu, e que não seria possível sem a ajuda de um oceanógrafo que já trabalha com modelagem há muitos anos, e atualmente é pesquisador do INPE, estou falando de André Lanfer, veja o que ele fala sobre a nova previsão.

Links Relacionados:

Sobre o modelo Wavewatch 

Comentários

Galerias | Mais Galerias